O "Mappa Ethnographico do Brazil Meridional" e sua autoria

por Eduardo R. Ribeiro

  • Ihering, Hermann von. 1911. A questão dos indios no Brazil. Revista do Museu Paulista, vol. VIII, p. 112-140. [Inclui 'Mappa Ethnographico do Brazil Meridional', provavelmente de autoria de Curt Nimuendajú.] São Paulo: Typographia do Diario Official.
flickr:6739955119

O artigo inclui um "Mappa Ethnographico do Brazil Meridional" que, embora atribuído a Ihering (logo abaixo do título, lê-se "organisado por H. v. Ihering"), teria de fato sido feito por Curt Nimuendajú, como ele mesmo esclarece em cartas publicadas por Mansur Guérios em 1948 (Nimuendaju & Guérios 1948). A primeira menção ao mapa é feita em carta de Nimuendajú a Guérios datada de "Belém do Pará, 3 de novembro de 1944", ao tratar da localização dos Otí (p. 216):

"No Mapa Ethnographico annexo ao seu trabalho A questão de [sic] indios no Brazil de von Ihering acham-se os limites do antigo territorio dos Otí e os logares onde encontrei os ultimos remanescentes. — Este mapa, aliás, não foi "organizado por H. v. Ihering", como reza o titulo, mas exclusivamente por mim."

Nimuendajú volta a mencionar o mapa em uma outra carta, enviada desta vez a Aryon Rodrigues, datada de "São Paulo de Olivença, 7 de Dezembro de 1945" (três dias, portanto, antes de seu falecimento). Respondendo a uma pergunta de Rodrigues sobre o território tradicional Ofayé, Nimuendajú revela-se, uma vez mais, o autor do mapa atribuído a Ihering (p. 241):

"O habitat dos Op(h)ayé, tanto no tempo de sua maior expansão (depois do recuo dos Kayapó Meridionais) como no anno de 1908 em que visitei a tribu pela primeira vez o Snr. pode vêr no mapa que acompanha o trabalho de Hermann von Ihering sobre os indios do Sul do Brasil, na Revista do Museu Paulista de 1910, si não me engano. Apezar do titulo que da como autor aquelle scientista, o referido mapa é exclusivamente trabalho meu."

Este seria, assim, ao que tudo indica, o primeiro mapa etnográfico de Nimuendajú a ser publicado, marcando o início de sua ampla produção cartográfica que culminaria, pouco antes de sua morte, em seu monumental 'Mapa etno-histórico', concluído em 1944 e publicado pelo IBGE em 1981.


Nota redigida em 25/fev/2012

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.